Desafios da gestão: como adaptar-se à transformação digital?10 min leitura

Ouça este artigo!

Ao falarmos em desafios da gestão várias ações vem à mente, de ter objetivos claros e metas alcançáveis, otimizar processos, até fazer a empresa dar lucro, e por aí vai.

Mas no cenário de ampla digitalização estas ações são insuficientes para se destacar, a resposta da gestão para as mudanças atuais deve ser ágil, previsível e escalável.

Como a Simplifica+ já ajudou mais de uma centena de empresas a evoluírem em inovação, trouxemos os principais critérios que as empresas precisam alinhar para adaptar-se à transformação digital.

Conscientizar-se sobre 4ª revolução industrial

Um dos principais desafios da gestão é estar alinhada às dinâmicas atuais, ou seja, as mudanças que o trabalho tem sofrido, a chamada 4ª revolução industrial.

A 4ª revolução industrial é também chamada de indústria 4.0, e ela é marcada pelo amplo uso de sistemas cibernéticos, hiper conexões, cloud computing etc.

Tá, mas e como a conscientização sobre a indústria 4.0 pode ajudar a gestão?

Mais que a metade de líderes de transformação disse que as receitas aumentaram significativamente como resultado da transformação digital, e que eles superaram seus concorrentes com taxas de dois dígitos, inclusive em eficiência operacional, competitividade e taxas de retenção de clientes, diz estudo da Red hat.

É que a metodologia 4.0 reúne as boas práticas do mercado atual e a conscientização ajudará com desafios da gestão a associar soluções tecnológicas à problemas rotineiros de processos.

Para haver essa conscientização é preciso que a gestão, assim como as equipes saibam identificar e desapegar de processos ineficientes, mesmo que existam desde sempre.

63% das empresas colocaram os desafios culturais como o maior impedimento para os esforços de transformação, diz estudo da Red hat.

Por isso a mudança começa na conscientização, afinal é difícil mudar processos para melhor se não houver espaço para a mudança.

É preciso estar preparado, a mudança não está chegando, ela já está presente.

Estimular a cultura de inovação  

Aplicar inovação na cultura empresarial é uma maneira bastante efetiva de torná-la uma agente de mudanças de forma recorrente.

Estimular a inovação acelera a transformação digital, e isso tudo começa na mentalidade da gestão, de equipes e por consequência afeta a cultura e os processos.

86% dos gestores disseram que a transformação requer uma combinação da cultura certa, processos empresariais revisados e nova tecnologia, segundo HBR.

A mudança na cultura é tão importante que para 73% dos líderes de transformação, problemas culturais são o maior obstáculo para o sucesso da transformação digital nas empresas, diz a Red hat.

Estamos a próximos de automatizações maciças vindas com a chegada da 5G, internet das coisas e indústria 4.0, para ser parte dessa nova realidade é preciso preparar-se.

Enquanto empresas tradicionais resistem às mudanças e não veem o real valor do digital, elas perdem mercado para empresas que já nasceram fundamentadas na tecnologia.

Um dos desafios da gestão nas empresas é abandonar o tradicionalismo em processos, pois na prática torna-se um aditivo para o atraso na transformação digital das empresas.

Vejamos este dado para ter uma ideia do quanto o Brasil está abaixo do esperado quando se fala em inovação e tecnologia.

“A soma do valor de mercado de todas as empresas listadas na Nasdaq (mercado de ações de tecnologia dos EUA, 2º maior mercado de ações do mundo), representam aproximadamente 33% do PIB dos Estados Unidos.

Já no Brasil, das 95 empresas mais negociadas na B3 (bolsa de valores oficial do Brasil), apenas 4 são empresas de tecnologia, conforme a capital digital.”

Esses dados mostram que o mercado digital é valioso e que em pouco tempo as empresas se obrigarão a ter sua versão de negócios digital, principalmente no Brasil.

Para muitos gestores a inovação trata de lançar o próximo produto de alta tecnologia do mercado.

Porém na prática, é algo bem menos glamuroso e mais simples, inovar é procurar novas formas de fazer algo de uma maneira melhor, mais rápido e mais barato.

Ter participação no mercado concorrido de hoje exige de as empresas inovarem e tentar coisas novas, seja para adequar-se às tendências ou surpreender seus clientes.

Com a rapidez que tudo fica obsoleto e o alto volume de tendências, caso sua marca não se atualize ela perderá uma fatia, senão o bolo todo, do seu mercado de atuação.

Isso tudo sem falar que é difícil ter resultados diferentes fazendo a mesma coisa, não é mesmo!?

Focar no que a empresa é boa!

Focar no que a empresa é boa é priorizar o que a empresa faz de melhor, ou no linguajar de negócios, é o seu core business.

Várias empresas crescem bastante, porém com mentalidade tradicional, é comum aumentarem suas equipes na busca de entregar melhor seu produto ou serviço.

De várias formas isso pode ser ruim, uma delas é aumentar o custo operacional pelo aumento de equipe.

Outro impacto negativo é a empresa deixar da sua especialidade para investir em mão de obra específica, sem saber como tirar o melhor resultado por não ser sua especialidade.

O normal nestes casos é terceirizar partes da operação nas quais a empresa não é especialista e dedicar-se apenas ao que a empresa faz de melhor.

Por exemplo: uma empresa têxtil é especialista em fazer roupas, o que não faz sentido criar um setor perfeito de TI, com desenvolvedores, além de técnicos infraestrutura

No livro Desafios da Gestão da Harvard Business Review, é retratada a história da Digital Equipment Corporation, empresa de tecnologia que faliu por não adaptar novos processos para suprir outro nível de demanda.

A Digital era referência na produção de computadores de alta performance, e embora atendesse muito bem a uma parte da demanda, acabava por negligenciar outra demanda de computadores mais baratos.

O problema é que a Digital tinha processos que não favoreciam a entrega eficiente de computadores pessoais baratos, pois seus processos haviam evoluídos para executar outras tarefas.

Ao negligenciar a demanda por computadores pessoais e focar apenas nos mais rentáveis em pouco tempo os PCs virariam tendência e a empresa faliria.

Isso poderia ser evitado se a empresa terceirizasse partes da operação que não eram aparentemente rentáveis.

Vença os obstáculos para avançar na transformação digital

Obstáculos muitas vezes podem nem ser vistos como tal, pois em dinâmicas empresariais rotinas se tornam hábitos e após muito tempo sendo feitos, é raro achar que tem algo de errado.

É natural as pessoas manterem o comodismo de não mudar a forma de como algo sempre foi feito para não mudar sua rotina.

É impossível listar aqui todos os obstáculos que impedem a transformação digital nas empresas, mas podemos dizer que manter processos ineficientes pode gerar grandes perdas.

Em março de 2000, um pequeno incêndio na fábrica de semicondutores da Philips nos EUA, perdeu, aparentemente, apenas uma semana de produção, o que seria facilmente reavido.

Porém a fumaça, a fuligem e a limpeza da fábrica contaminaram as salas assépticas onde os sensíveis dispositivos eletrônicos eram fabricados e a produção teve de ser adiada por meses.

A falta dos componentes fez a Ericsson perder US$400 milhões em receita pelo atraso no lançamento da sua última geração de celulares, o que a deixou fora do mercado no ano seguinte.

A mesma situação fez com que o gestor de riscos da Nokia tomasse uma atitude drástica em tempos real, o que levou a mudar partes dos processos e mitigar as perdas.

Na prática, a Nokia fez uma colaboração com a Philips e fundiu a operação dos componentes que faltaram em uma única produção.

O resultado foi que a Nokia conseguiu laçar sua nova geração de celulares no prazo e foi beneficiada, enquanto a Ericsson deixou o mercado de telefones celulares.

Conclusão

O sucesso de líderes de transformação começa com uma compreensão detalhada dos obstáculos que impedem o sucesso, como problemas culturais, de processos e de tecnologia, conforme a Red hat.

Além disso, estimular a inovação em empresas tradicionais é uma maneira de gerar uma vantagem competitiva e distanciar sua empresa da concorrência e mais ainda crie um plano para realizar mudanças.

As mudanças são uma constante no trabalho e precisamos nos adaptar para não ficarmos obsoletos, gerar transformações significativas e melhores resultados.

Abrace hoje a mudança para sua empresa colher os frutos da transformação digital de amanhã.

Conte com o know-how da Simplifica+ para vencer esse desafio.

ola@simplificamais.com.br | +55 (47) 3370-7625 | +55 (47) 99630-0063 | A Plataforma Simplifica+ é um produto Adapcon