Fluxo de caixa: como tornar sua gestão eficiente?7 min leitura

Ouça este artigo!

O fluxo de caixa é uma ferramenta de gestão útil na organização e registro das entradas e saídas de uma empresa.

Infelizmente, quase metade dos empresários não fazem uma gestão frequente do fluxo de caixa segundo estudos.

Isso afeta diretamente a competitividade, e em alguns a própria saúde financeira das empresas.

Veja como a frequência e eficiência do fluxo de caixa pode melhorar a gestão financeira de empresas.

mulher-de-tom-de-pele-preta-trabalhando-em-uma-planilha-de-fluxo-de-caixa-em-desktop-e-um-notebook

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é uma ferramenta de gestão útil na organização e registro das entradas e saídas, ou seja, pagamentos recebidos e pagamentos realizados pela empresa.

A prática é feita e indicada a todo tipo e tamanho de empresa, da indústria ao varejo.

Dentre suas várias funções, as principais são: organização, avaliação e base de tomada de decisão.

Ele é alimentado por dados, o que leva à necessidade de uma boa gestão de informações no setor financeiro.

Para gerenciar os dados de entradas e saídas do caixa de forma eficiente a tecnologia ajuda muito na obtenção e boa gestão do fluxo de informações.

Isso é muito importante, pois informações incorretas poderão afetar suas decisões no futuro.

Como fazer?

Existem várias formas de fazer um fluxo de caixa, desde empreendedores individuais fazendo no caderno até grandes empresas que usam softwares dedicados, ou as famosas planilhas.

Dentre os dados, é bom sempre incluir os valores previstos e os realizados.

A gestão eficiente do fluxo de caixa vem pela frequência em que é feito e pela qualidade na obtenção dos dados que serão inseridos nos registros.

O sucesso do fluxo de caixa vem pela gestão eficiente que garante condições financeiras positivas para projetar o futuro.

Qual é sua importância?

Como falamos antes, a organização e previsibilidade são de grande importância para a empresa ter uma boa saúde financeira.

Empresas menos planejadas não conseguem prever como estarão no futuro e isso acontece por não terem controle do momento presente.

Pesquisa do Sebrae levantou que 46% dos empresários não planejam sua empresa.

Planejar a empresa envolve o uso de ferramentas como o fluxo de caixa, que levam empresas a saberem de fato qual é sua situação, algo útil na tomada de decisões.

O sucesso vem pela gestão eficiente de informações que garantem condições financeiras positivas para projetar o futuro.

Por isso a avaliação diária do fluxo de caixa é necessária, afinal todo dia as empresas compram e vendem, a operação não para.

Para poder projetar o caixa é preciso de boa gestão das informações para registrar as informações que mais fazem sentido ao seu fluxo.

O Capital de giro, que é o montante líquido de dinheiro, o qual as empresas usam como reserva para investimentos focado em rendimentos e não deixar dinheiro parado.

Esse percentual positivo também é usado em aquisições, reformas entre outras melhorias.

Com uma gestão eficiente das entradas e saídas do caixa o custeio da operação ganha pela previsibilidade, estes custos são: folha de pagamento, tributos, fornecedores entre outros.

O uso diário desta ferramenta ajuda em várias formas de decisões tomadas na gestão financeira, e outra forma importante é a preparação para despesas.

Qual é a estrutura do fluxo de caixa?

De forma resumida o fluxo de caixa é formado pela união total dos dados de pagamentos e recebimentos.

Embora este tenha que ter as informações que mais fazem sentido à sua operação, ainda assim as informações que não podem faltar são:

Total de recebimentos são recebíveis em dinheiro, carão de crédito ou débito, cheque, venda a prazo etc.

Total de pagamentos são compras realizadas pela empresa em todas as formas de pagamentos, assim como despesas e custos.

Previstos: tanto os recebimentos, quanto os pagamentos que serão realizados no período máximo de três meses.

Normalmente a organização segue o modelo de planilha, inclusive para fazer o controle do fluxo de caixa você pode fazer sua própria planilha, caso não queira pagar por isso.

Por que fazer a gestão frequente?

mão-de-pessoa-colocando-moedas-na-terra-como-se-fossem-plantadas

O principal motivo para fazer a gestão frequente, ou seja, diária, é para melhorar a saúde financeira da empresa.

Como a organização e planejamento infelizmente ainda são fenômenos que afetam quase metade das empresas brasileiras é de extrema importância diariamente gerir o fluxo de caixa.

Empresas que não têm conhecimento quanto à disponibilidade de recursos acabam perdendo em investimentos, oportunidades e ficam mais expostas a qualquer problema ou dificuldades financeiras.

No B2B é fundamental ter um fluxo de caixa eficiente, pois as condições de venda mais comuns são parceladas, situação que exige planejamento tanto para quem compra a prazo como para em vende.

A Plataforma Simplifica+ traz eficiência e fluidez das informações necessárias nas avaliações e análises do caixa, com soluções como:

banner-convite-a-conhecer-a-simplificamais

ola@simplificamais.com.br | +55 (47) 3370-7625 | +55 (47) 99630-0063 | A Plataforma Simplifica+ é um produto Adapcon