Turnover: como não torná-lo um indicador negativo?8 min leitura

Ouça este artigo!
homem-executivo-com-roupa-socia-substituindo-um-objeto-de-madeira-como-sendo-um-colaborador

Turnover é o indicador que mede a saída de pessoas da empresa, seja de forma voluntária ou involuntária, e isso causa sérios impactos na empresa.

E por mais que algumas empresas até achem normal a rotatividade aumentar, ao colocar na ponta do lápis, muito dinheiro é desperdiçado nesses casos

Entenda um pouco mais sobre como o turnover acontece e quais os impactos que ele traz para as empresas, e o mais importante, como não deixá-lo ser um indicador negativo. Continue a leitura e saiba como!

O que é Turnover?

Turnover vem do inglês e tem significados como “virada”,” renovação”, “reversão” entre outras interpretações.

Neste caso falamos da sua interpretação mais comum em negócios, a rotatividade de pessoas na empresa.

Quem cuida desse indicador, normalmente é o departamento de Recursos Humanos (RH) ou gestão de pessoas, para tratar da rotatividade de colaboradores.

Em outras palavras, turnover é o indicador que mede as contratações e demissões, voluntária e involuntárias de funcionários.

É essencial não deixar o índice de turnover aumentar, afinal colaboradores recebem bastante investimentos, e empresa nenhuma pode se dar ao luxo de perder dinheiro.

Não é novidade, as pessoas se demitem e são demitidas todos os dias e diversos motivos podem contribuir para a demissão, voluntária ou involuntária.

Por que os colabores são desligados?

Provavelmente a principal causa para demissões seja a falta de alinhamento entre o propósito e os valores da empresa com os do colaborador.

Essa falta de sinergia entre empresa e colaborador, já de início apresenta riscos, pois com intenções diferentes fica mais difícil chegar a objetivos comuns, como é o caso de empresas.

A ideia aqui não é entrar em todos os motivos de demissões, pois os motivos estão mais para os fins, porém nossa intenção é falar sobre o que acontece antes.

Até mesmo se mudarmos a pergunta, já podemos entender melhor outros motivos que levam colaboradores a serem desligados, por exemplo:

“Por que contratamos colaboradores?”

É preciso saber claramente as necessidades da empresa que levam a contratar, pois essas causas serão decisivas, tanto na seleção de candidatos, quanto no futuro destes na empresa.

Normalmente as empresas contratam mais candidatos com melhores habilidades técnicas, as chamadas hard skills.

No entanto, nem sempre as habilidades técnicas são de fato o sinônimo de sucesso do colaborador na empresa.

Em contrapartida, o conceito de soft skills traz o outro lado da moeda, com habilidades comportamentais ou interpessoais.

E o alinhamento de valores da empresa com soft skills têm melhores chances de tornarem-se formas de o colaborador se desenvolver na empresa e trazer melhores resultados.

Em gestão de pessoas a metodologia CHA (conhecimentos, habilidades e atitudes), é bastante usada para equilibrar as habilidades soft skills, ou comportamentais, quando as contratações são muito baseadas em hard skills, ou habilidades técnicas.

Se você gosta do tema, já falamos de soft/hard skills por aqui, leia também:

Por que colaboradores decidem sair da empresa?

Após as mudanças no trabalho, acentuadas pela pandemia, o desligamento voluntário bateu recordes expressivos.

No começo deste ano mais de 560 mil pessoas pediram demissão dos seus trabalhos, conforme levantamento da LCA Consultoria para a GloboNews.*

Esse é o maio índice de demissões voluntárias registradas pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), desde que foi instituído em dezembro de 1965*

Foram mais de 29mil demissões por dia no mês de fevereiro de 2022, conforme o levantamento.

O que mais chama a atenção na progressão dos pedidos de demissão, é que em maio de 2020 o número era de 8mil demissões por dia.

Em demissões voluntárias os motivos são diversos também, e com a pandemia os valores das pessoas mudaram um pouco, o que as levou a buscarem novas condições de trabalho.

O exercício de reflexão neste caso deve ser do tipo:

“Por que os colaboradores deixariam de trabalhar em minha empresa?”

Muitas vezes, simples perguntas como estas podem gerar boas ações de melhoria nas condições de trabalho da sua empresa.

É muito importante entender os motivos pelos quais as pessoas deixam sua empresa, pois melhorar esses pontos pode fazer as pessoas ficarem mais tempo no trabalho.

Como calcular o turnover?

O turnover é um indicador, por isso precisa de acompanhamento e ações que ajudem a equilibrá-lo.

Uma forma simples de cuidar bem da rotatividade é identificar o percentual de turnover da sua empresa.

Saber calcular o turnover trará um olhar mais atento a este indicador, afinal ele impacta diretamente na saúde do seu negócio.

Para calcular é bem fácil, basta somar o número de contratações com o número de desligamentos e dividir por 2.

Então pegue o resultado e divida pelo total de colaboradores da sua empresa, o resultado representa o seu índice de turnover.

Por exemplo: Sua empresa tem 200 colaboradores, contratou 5 e demitiu 5

Como controlar o turnover?

pessoas-jovens-falando-e-sorrindo-em-sala-de-reunioes

Identificar o índice já é uma maneira de controlar, além disso é preciso de acompanhamento e ações internas que melhorem a experiência dos colaboradores.

Benefícios de qualidade de vida, como plano de saúde/odontológico, vale-alimentação ginástica laboral, apoio da empresa em estudos e desenvolvimento profissional, entre outras ações podem ajudar nessa missão.

Se a falta de benefícios, leva as pessoas a deixarem empresas, outro motivo quase mais importante, é fato o de muitas pessoas não conseguirem visualizar a si mesmas crescendo na empresa.

Na gestão de pessoas é usada uma técnica que resolve muito bem esse anseio do colaborador, o Plano de Desenvolvimento Individual, o famoso PDI.

O PDI é uma peça-chave no desenvolvimento contínuo de competências de cada profissional em sua área de atuação.

O PDI é uma trilha de desenvolvimento planejada para os colabores percorrem em sua trajetória na empresa e assim, acaba sendo uma forma simples de o colaborador saber onde precisa melhorar.

Para a empresa é um meio de acompanhar o desempenho dos colaboradores e deixar claro quais são os objetivos da empresa para com o indivíduo.

Conclusão

A principal maneira de não deixar o turnover aumentar e acabar sendo um indicador negativo, e também a mais simples, é:

Alinhar a missão, visão e valores a todas as novas contratações e reforçá-los na cultura com todos os colaboradores que já estão na empresa sempre que possível.

Turnover é um indicador de referência da saúde organizacional, por isso é importante monitorá-lo e cuidar para que a rotatividade não seja algo normal na sua empresa.

Quer saber informações como estas, acompanhe nosso conteúdo!

ola@simplificamais.com.br | +55 (47) 3370-7625 | +55 (47) 99630-0063 | A Plataforma Simplifica+ é um produto Adapcon